Conhecimento técnico e científico do universo fitness e bodybuilding.

O objetivo de treinamento, alimentação e descanso é a hipertrofia, que acontece pela construção de novas proteínas no músculo (síntese proteica).

O corpo humano possui mais de 250 mil tipos de proteínas diferentes e todas elas são construídas pela combinação de apenas 20 tipos de aminoácidos. O mais incrível é que desses 20 aminoácidos apenas 9 são essenciais. Isso significa que ingerindo apenas esses 9 aminoácidos essenciais somos capazes de sintetizar os outros 11 (não essenciais) para ter todos os aminoácidos que necessitamos para sintetizar qualquer proteína do corpo humano.

As proteínas fazem parte de absolutamente tudo em nosso corpo! Pele, unha, cabelo, sistema imunológico, transporte de oxigênio e ainda servem de fonte de energia através da gliconeogênese. Fica fácil entender que ao treinarmos precisamos de uma ingestão aumentada de proteínas para haver hipertrofia, uma vez que é algo secundário para nosso organismo.

Na falta de uma ingestão adequada de aminoácidos, nosso corpo irá manejar o que possui da forma mais eficiente para nossa sobrevivência, e aumentar seus músculos com certeza não será uma prioridade. Além disso, o próprio treino é catabólico, pois quando baixam nossos estoques de glicogênio (reserva de carboidrato para energia) degradamos as próprias proteínas dos músculos para continuar o fornecimento de energia através de sua oxidação.

Portanto, é necessária a ingestão de proteína suficiente para que, após digeridas, forneçam aminoácidos para a manutenção de nossas funções biológicas e ainda reste para a hipertrofia. Muitas vezes o consumo de proteínas pode ser um problema devido a sua menor digestibilidade, ou até pela logística necessária ao consumo fora de casa (no trabalho, local de estudo etc.). À medida que possuímos mais músculos pode ficar difícil ingerir proteínas em quantidade suficiente apenas para mantê-los quanto mais para hipertrofia! Imagine ter que comer 500 g de peito de frango, duas vezes ao dia.

Por isso, o EAA-9 é uma excelente opção para assegurar a ingestão dos 9 aminoácidos essenciais em sua forma pura e livre, proporcionando uma absorção imediata e recuperação muscular otimizada. Sua fórmula possui exatamente os 9 aminoácidos essenciais na proporção correta, sem acréscimo de calorias extras ou aminoácidos de menor valor biológico.

Referências
1. FELTRE, Ricardo, Química Orgânica, Ed. Moderna, 6ª Edição, São Paulo, 2004.
2. LINHARES, Sérgio; GEWANDSZNAJDER, Fernando, Biologia, Ed.Ática, 1ª Edição, São Paulo, 2007.