Cafeína e desempenho físico

Um dos compostos bioativos mais consumidos no Brasil, a cafeína tem se tornado alvo de muitas pesquisas, seus efeitos em algumas respostas fisiológicas podem contribuir para a melhora do desempenho de indivíduos que praticam atividade física.

Uma recente revisão publicada, em que eu participei como primeiro autor, trouxe alguns caminhos interessantes para a suplementação de cafeína e a melhora de desempenho físico nos indivíduos. Encontramos estudos demonstrando um efeito bem interessante da suplementação de cafeína em neurotransmissores excitatórios e aumento da taxa de disparo de neurônios centrais, fazendo com que, na prática, o indivíduo consiga executar melhor o exercício e tenha um melhor rendimento nos esportes.

SAIBA MAIS:
SUPLEMENTAÇÃO DE CAFEÍNA PARA O EMAGRECIMENTO
TERMOGÊNICOS DA INTEGRALMÉDICA

De acordo com as nossas pesquisas científicas, doses em torno de 6 mg/kg de peso corporal parecem mostrar benefícios no rendimento dos indivíduos e doses maiores podem causar um desconforto gastrointestinal e outros efeitos colaterais, principalmente em indivíduos não habituados ao consumo de cafeína.

Vale também lembrar que devem ser somadas as doses diárias de cafeína, com a suplementação e a ingestão de bebidas contendo cafeína, para que não cause um efeito colateral nos indivíduos.

Assim, um acompanhamento de um(a) nutricionista é bem-vindo, bem como uma suplementação adequada de cafeína para otimizar os resultados em seus treinos e competições. Procure sempre um profissional capacitado para te dar bons resultados, é a melhor forma de investimento.

Referências:
• Silvestre JC, et al. Cafeina e desempenho físico. Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício 2018;17(2):130-7. Disponível em https://www.researchgate.net/publication/326607797_Cafeina_e_desempenho_fisico.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *