Conhecimento técnico e científico do universo fitness e bodybuilding.

Um dos tipos de intervenção nutricional que vem ganhando respaldo científico é a redução do consumo de carboidratos para o tratamento de algumas complicações clínicas, temos por exemplo a dieta cetogênica (consumo de 5-10% de carboidratos somente ao longo do dia todo e 60-80% de lipídeos, com o restante de proteínas). É importante ressaltar que existem evidências científicas bem consistentes sobre o uso de dietas cetogênicas para algumas patologias. Porém, quando buscamos as respostas da utilização deste tipo de estratégia para a melhora do rendimento nos esportes, os estudos parecem não afirmar seus benefícios, pelo contrário, a maioria dos estudos que tentou mostrar benefícios da dieta cetogênica em esportes de alta intensidade, falhou.

VEJA TAMBÉM: KETO BURN, termogênico para dieta cetogênica
LEIA TAMBÉM: CONSUMO DE CARBOIDRATOS E O DESEMPENHO

Ano passado, alguns autores buscaram avaliar a introdução de 10 semanas de dieta cetogênica em atletas sobre a composição corporal e o rendimento esportivo. Após as 10 semanas de aplicação da dieta, os autores avaliaram a composição corporal pelas dobras cutâneas e o rendimento esportivo através de exercícios até a exaustão. Os autores observaram redução tanto do peso quanto das dobras cutâneas (gordura corporal) dos indivíduos, porém a notícia triste é que o rendimento esportivo diminuiu consideravelmente (potência máxima e a capacidade aeróbia), e os autores também notaram que todos os atletas chegaram a exaustão com menos tempo, ou seja, a fadiga chegou antes para os atletas, sendo um prejuízo para seu rendimento (1).

Assim, temos que ter em mente que uma estratégia nutricional pode ser aplicável em algumas ocasiões, mas que ela não cabe para todos os casos. Afinal de contas, tudo depende do objetivo do indivíduo. As estratégias são diferentes pois os objetivos são diferentes.

Nos vemos na próxima, até mais pessoal!

Referências bibliográficas

1. Zinn C, Wood M, Williden M, Chatterton S, Maunder E. Ketogenic diet benefits body composition and well-being but not performance in a pilot case study of New Zealand endurance athletes. Journal of the International Society of Sports Nutrition. 2017;14:22. doi:10.1186/s12970-017-0180-0.