Conhecimento técnico e científico do universo fitness e bodybuilding.

Todos que já tentaram uma dieta para ganhar massa magra sabem o quão difícil e trabalhoso é conquistar músculos. Exige uma disciplina para seguir a dieta e, além disso, escolher os nutrientes corretos para ingerir, pois o alto consumo de calorias pode gerar aumento de peso,acompanhado de muito acúmulo de gordura corporal.

Em um vídeo no canal da IntegralTV®, Rafa Brandão conta as dificuldades de manter uma alimentação para hipertrofia muscular, o cansaço de comer disciplinadamente e todos os desafios.

E, quando falamos em manter ou melhorar o shape, tudo que não queremos é catabolizar, visto que este excesso de catabolismo de proteínas musculares pode gerar uma perda significativa na composição corporal dos praticantes de musculação e dos atletas.

Então como evitar o catabolismo e não ter perdas de massa muscular? Bom, vou listar alguns pontos e explicá-los.
1) Consumo regular de proteínas (com intervalo de 2-4 horas): preferencialmente com proteínas de alto valor biológico, que contenham aminoácidos essenciais, um exemplo disso são as valiosas proteínas do soro do leite (Whey protein) ou até mesmo proteínas com absorção um pouco mais lenta, mas com qualidade excelente de aminoácidos (como é o caso do Cycle-6).
2) Coma frequentemente: Acredite, se você não comer com frequência e ficar muito tempo em jejum, você vai catabolizar e isso pode te custar caro.
3) Consuma carboidratos junto com as proteínas: Você pode optar por carboidratos complexos (famosa batata doce, mandioca, arroz integral e etc) ou caso precise ingerir muitas calorias pela sua demanda energética, você pode colocar carboidratos mais simples como arroz branco, macarrão e outros tantos alimentos.
4) Beba água: A maioria das pessoas esquecem de beber água durante o dia, focam nos macros e micronutrientes e esquecem da água, mas boa parte do seu músculo é feito de água, então leve sempre uma garrafa d’água contigo, coloque despertador se precisar para te lembrar.
5) Use creatina: Um dos suplementos com mais evidência científica é a creatina. Ela auxilia nos ganhos de força e potência e pode contribuir para maior hidratação intramuscular, favorecendo o anabolismo muscular, além de diversas evidências científicas que apontam seu efeito como agente antioxidante, combatendo os agressores do nosso organismo como as espécies reativas de oxigênio, que podem causar morte das células e alterações no DNA.

Assim, a importância de se atentar a alguns detalhes faz toda a diferença. Lembre-se, você tem um compromisso com o seu corpo de melhorá-lo.